home Fóruns Geral Tele Transporte – A realidade…

Visualizando 15 posts - 91 até 105 (de 131 do total)
  • Autor
    Posts
  • Anônimo
    Número de postagens: 689

    Nossa que fervo! huahsuhsaus

    Bem, me baseando pelo último post do Henrique, que bom que irá registrar! 
    E tomara que dê certo… 

    =D>

    Henrique
    Número de postagens: 90

    Reply to @Henrique: Tá, você fará várias pessoas registrarem peças do seu teletransporte. Espero que sejam pessoas “de verdade”, caso contrário, assim que seu projeto ganhar notoriedade, arrumará grandes problemas legais.

    Se utilizar pessoas mesmo, serão pessoas de sua confiança, certo? E uma Agência sabendo que seu projeto está espalhado entre vários registro e pessoas diferentes, nunca conseguirá unir todas as peças?

    Você realmente acredita que alguma Agência de Inteligência não consiga resolver seu quebra-cabeças? Esta foi uma pergunta séria mesmo, não estou sendo sarcástico.

    Como hacker que você é, deve saber que o Revolver Maps é um plugin para o colocar em páginas web. E realmente este plugin é meio “macro” demais. Só sou um frequentador do fórum, não tenho nada á ver com a gerência dele.

    hauhauhuauhaha… concordo contigo, meu humor oscila um pouco.

    Só vi seu post agora… Ele não apareceu da última vez…

    Ótimo, vamos conversar civilizadamente. Meu humor também oscila… hahahaha

    Sim, pessoas de extrema confiança. (Com contrato, extrema confiança, mas nem tanto…)
    Resolver o quebra cabeças? Nunca. Adoro criptografia… adoro (na política) articulação… enfim…
    Sou infalível? Com certeza não.
    Você já deve conhecer por que é velha, mas existe uma piada que diz assim:
    Um homem estava transitando com seu carro quando uma das rodas se solta e cai no desfiladeiro…
    Ele tinha o estepe mas perdeu os parafusos da roda…
    Tentava pensar em algo quando alguém grita em uma das janelas de um prédio: – Tira um parafuso de cada roda e coloca no estepe, vai até uma oficina com 3 parafusos em cada roda.
    Ao terminar de fazê-lo olhou para cima do pequeno edifício e leu: Manicômio…
    O homem ainda estava na janela e ele não se conteve em perguntar: -Escuta… Você não é louco é?
    -Louco eu sou, mas burro não!
    Bom… Para rastrearem as partes só podem fazê-lo daqui para frente, ou seja, depois que eu postei.
    Eu disse no início que vim afirmar, fazer um comunicado… Louco eu sou, mas burro não! Duas das partes foram patenteadas bem antes do primeiro post, e estas não podem ser mais rastreadas… Não existe vínculo. Louco eu sou… articulador também…
    Sim eu sei do Resolver Maps. Analisei bem os prós e contras e não coloquei em nenhum dos meus sites. Falando nisso… Não acha estranho um sistema que permita que algumas pessoas não sejam identificadas (Teoria da conspiração…)
    Abraço.
    Anônimo
    Número de postagens: 689

    Reply to @Henrique: Tá, você fará várias pessoas registrarem peças do seu teletransporte. Espero que sejam pessoas “de verdade”, caso contrário, assim que seu projeto ganhar notoriedade, arrumará grandes problemas legais.

    Se utilizar pessoas mesmo, serão pessoas de sua confiança, certo? E uma Agência sabendo que seu projeto está espalhado entre vários registro e pessoas diferentes, nunca conseguirá unir todas as peças?

    Você realmente acredita que alguma Agência de Inteligência não consiga resolver seu quebra-cabeças? Esta foi uma pergunta séria mesmo, não estou sendo sarcástico.

    Como hacker que você é, deve saber que o Revolver Maps é um plugin para o colocar em páginas web. E realmente este plugin é meio “macro” demais. Só sou um frequentador do fórum, não tenho nada á ver com a gerência dele.

    hauhauhuauhaha… concordo contigo, meu humor oscila um pouco.

    Só vi seu post agora… Ele não apareceu da última vez…

    Ótimo, vamos conversar civilizadamente. Meu humor também oscila… hahahaha

    Sim, pessoas de extrema confiança. (Com contrato, extrema confiança, mas nem tanto…)
    Resolver o quebra cabeças? Nunca. Adoro criptografia… adoro (na política) articulação… enfim…
    Sou infalível? Com certeza não.
    Você já deve conhecer por que é velha, mas existe uma piada que diz assim:
    Um homem estava transitando com seu carro quando uma das rodas se solta e cai no desfiladeiro…
    Ele tinha o estepe mas perdeu os parafusos da roda…
    Tentava pensar em algo quando alguém grita em uma das janelas de um prédio: – Tira um parafuso de cada roda e coloca no estepe, vai até uma oficina com 3 parafusos em cada roda.
    Ao terminar de fazê-lo olhou para cima do pequeno edifício e leu: Manicômio…
    O homem ainda estava na janela e ele não se conteve em perguntar: -Escuta… Você não é louco é?
    -Louco eu sou, mas burro não!
    Bom… Para rastrearem as partes só podem fazê-lo daqui para frente, ou seja, depois que eu postei.
    Eu disse no início que vim afirmar, fazer um comunicado… Louco eu sou, mas burro não! Duas das partes foram patenteadas bem antes do primeiro post, e estas não podem ser mais rastreadas… Não existe vínculo. Louco eu sou… articulador também…
    Sim eu sei do Resolver Maps. Analisei bem os prós e contras e não coloquei em nenhum dos meus sites. Falando nisso… Não acha estranho um sistema que permita que algumas pessoas não sejam identificadas (Teoria da conspiração…)
    Abraço.

    Foi uma pergunta? hehehe Se foi, é o charme desse tipo de fórum, postar o que pensa, como quer, sem se preocupar se alguém vai xingar ou não… Se não, foi mal! heheheh
    :D

    Loki
    Número de postagens: 18515

    Henrique, imagino que haja um erro no seu raciocínio de pantentear em partes, veja bem:

    1. No Brasil e em Portugal para se patentear alguma coisa deve-se demosntrar o funcionamento, uma vez feito isso ele deve ser demonstrado para domínio público.

    2. Como fará a demonstração de ele estará patenteado em partes? Ademais se você patentear em partes o inteiro estará disponível para quem quiser pantentear. Por exemplo: É como se uma marca de celulares registre a bateria, a caixa, os fones de ouvido e não registre o celular completo, esse celular e todas as suas funcionalidades podem ser registrado por qualquer um.

    3. Você deve demosntrar ao estado que se invento funciona.

    4. Se você resistrar no nome de pessoas diferentes facilita ainda mais o direito ao todo, e pior, terá que ter domínio sobre a pessoa e seus descendentes pelo que você ganhar até o futuro.

    5. Entenda que uma única mudança de projeto fará um novo projeto.

    6. Para o registro o escritório escilhido fará uma busca mundial por projetos semelhantes.

    Veja:

    http://www.columbiamarcas.com.br/como-patentear-um-projeto.htm

    Loki
    Número de postagens: 18515

    Traduzindo o post anterior,

    Você terá queira ou não que patentear o projeto montado e funcionando, demonstrado para o estado. Queira ou não.

    Anônimo
    Número de postagens: 689

    Traduzindo o post anterior,

    Você terá queira ou não que patentear o projeto montado e funcionando, demonstrado para o estado. Queira ou não. 

    m/

    Henrique
    Número de postagens: 90

    Reply to @aeonFlux: Sim foi uma pergunta, desculpe esqueci a interrogação. Herar é Umano.

    Henrique
    Número de postagens: 90

    Reply to @AnonimoCovarde: Any, não existe o erro no raciocínio, as partes que podem ser registradas separadamente são funcionais.

    O todo não estará disponível para qualquer um, só se quiserem esperar que o período de exploração das partes transcorra em sua totalidade, e aí vão-se anos…
    Eu não vou deixar transcorrer estes anos, o registro inteiro (inteiriço, as partes juntas) é meu, o todo é meu por que as partes não podem ser exploradas por outras pessoas. E o registro do todo tem que ser realizado por que nem tudo é funcional separadamente.
    Mas, se você achar alguma coisa que me convença que eu esteja errado me fale. Eu logicamente admitirei e tentarei corrigir o mais rápido possível.
    Loki
    Número de postagens: 18515

    Henrique, veja a clareza:

    “O todo não estará disponível para qualquer um, só se quiserem esperar
    que o período de exploração das partes transcorra em sua totalidade, e
    aí vão-se anos…”

    Para que aja o registro tudo precisa está disponível e provado que funciona, o estado precisa aprovar a funcionalidade. Se as partes não funcionam separadas lógico, como você poderá registrar as partes? E ainda que registre você precisa registrar o todo(funcionando) e esse todo deverá se tornar público, queira ou não, pois é assim que funciona um registro de patentes. Você leu o link que postei?

    “Eu não vou deixar transcorrer estes anos, o registro inteiro (inteiriço,
    as partes juntas) é meu, o todo é meu por que as partes não podem ser
    exploradas por outras pessoas. E o registro do todo tem que ser
    realizado por que nem tudo é funcional separadamente.”

    Não importa se o projeto estará ni seu nome, dos seus filhos, da sua mãe, esposa, não importa, terá que ser registrado O TODO(pois só ele será funcional(se espera)). E como você diz, se as partes não funcionam em separado, omo você vai registrar algo que não funciona?

    “Mas, se você achar alguma coisa que me convença que eu esteja errado me
    fale. Eu logicamente admitirei e tentarei corrigir o mais rápido
    possível.”

    Consegue ver agora o erro?

    Henrique
    Número de postagens: 90

    Reply to @AnonimoCovarde: Any, eu não vejo o erro.

    O que eu disse foi que algumas partes possuem funcionalidade mesmo separadamente, estas podem ser registradas assim.
    Quando se faz um registro de patente você possui alguns anos de exploração, ninguém toma de você. Se tomar, paga.
    E no todo é que vou precisar juntar as partes que possuem esta funcionalidade com algumas que não possuem e não podem ser registradas separadamente.
    O que você está falando e o que eu estou falando é a mesma coisa.
    cancerman
    Número de postagens: 333

    Reply to @Henrique:
    Realmente é estranho que determinados locais não sejam listados. Mas acredito que seja bug do plugin mesmo! :D

    Cara, você pode ser um louco de dar nó, mas é bem articulado! :D (não é provocação, só uma observação!)

    Loki
    Número de postagens: 18515

    Bem, enquanto você fica aí com medo das consequências da sua suposta invenção:

    Um grupo de físicos de Copenhaguen (Dinamarca) tornaram possível,
    pela primeira vez, realizar a técnica de teletransporte, muito presente
    em filmes de ficção científica, em objetos macroscópicos.

    Certos experimentos de teletransporte já foram realizado com sucesso, mas até então, apenas em luzes ou átomos isolados.

    Mas agora, foi dado um novo salto neste
    ramo de pesquisa, pois o projeto realiza a transferência de objetos
    utilizando luz e matéria, tendo como experimento de tranporte, um objeto macroscópico de 18 polegadas, composto por bilhões de átomos.

    Neste experimento, a distância de transporte do objeto foi de meio
    metro, o que já adquire uma grande importância, perante à distância de 1
    milímetro com 2 átomos realizados por pesquisadores há 2 anos atrás.
    Mas mesmo assim, mas os físicos garantem que esta medida será expandida
    futuramente.

    Segundo eles, esta técnica permite transporte de objetos por
    distâncias maiores, devido ao fato de utilizar a luz como portador das
    partículas.

    Para conferir mais a respeito, acesse a matéria completa publicada no: CNN.com.

    É, acho que você acabou ficandopra trás, mas é isso aí, continua com esse seu pensamento, privando a humanidade de uma invenção tão fantástica, que você vai longe… Ou não…

    PS: Eu disse no meu primeiro comentário aqui, que se vc fez, outros poderiam fazer também, acho que vc se deu mal amigo.

    Fnord
    Número de postagens: 458

    Paulo, o link da matéria da CNN tá fora…
    Poderia colocar novamente?
    Valeu!

    Henrique
    Número de postagens: 90

    Reply to @AnonimoCovarde: Paulo, mesmo estando com uma pequena impaciência por ter que prestar explicações que já foram expostas aqui, aliás sobre a mesma matéria e com várias pessoas envolvidas, vou responder.

    Não vão fazer o que fiz, com certeza nos próximos 100 anos. Leia direito, existe uma grande diferença em você poder teletransportar 1 tonelada e alguns átomos.
    Não vão fazer por que eu sou melhor? Não, nunca disse isso, eles inclusive sabem mais do que eu, muito mais, mas estão seguindo… (não sei como posso dizer isso…) …pensamentos errados.
    Eu não estou privando a humanidade de nada, nem sou ninguém que detém um poder desses. Estou cuidando para que a humanidade não venha a sofrer consequências que só eu posso ver no momento, uma vez que só eu sei como se faz.
    Henrique
    Número de postagens: 90

    Cancerman, não sei se entristeço ou se te agradeço. hahahaha (Brincadeira.)

    Vou (estamos conversando) te dizer o que é loucura.
    Sempre, e ainda hoje, acredito que o teletransporte de seres vivos não será possível.
    Não vou lembrar agora link ou dados mais específicos.
    Mas… Faz algum tempo que estou pensando em não descartar totalmente essa hipótese, baseado no seguinte:

    Cientistas conseguiram clonar um rato congelado (por eles) durante 16 anos! O incrível da experiência realizada é que não estava preservado adequadamente, ele simplesmente estava congelado sem cuidados adequados! E lograram êxito.
    Bom… Foi “criado” um ser vivo, mas ele não estava vivo, nem preservado para a experiência…
    O que não estou descartando, mas também não afirmo por não ser minha área de pesquisa, é que existe sim uma pequena possibilidade de enviar material necessário para que ele seja clonado no destino…
    Seria um passo importantíssimo para entender como realizá-lo (depois de séculos) com seres vivos.
    Isso é muito louco!
Visualizando 15 posts - 91 até 105 (de 131 do total)
Responder a: Tele Transporte – A realidade…
Sua informação:




:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
:fuck: 
:confused: 
:dorgas: 
mais...