home Fóruns Qual o melhor método de suicídio rápido e indolor?

Visualizando 15 posts - 526 até 540 (de 751 do total)
  • Autor
    Posts
  • Avatar[email protected]
    Número de postagens: 2339

    Tem um forma muito eficaz.

    Alguns remédios resolvem tudo e fica muito  barato sem dor sem sofrimento .

    1.. 6 comprimidos de mirtazapina. 30mg = 6 reias  tomar as 22 horas

    2.. 6 comprimidos de clonazepan. 2mg = 3 reias. Tomar as 22h10min

    3… 20 comprimidos de glibenclamida 5mg. = 1.99 reias .Tomar o remédio após as 22h30 mais ou menos ou quando comesar a ficar sonolento.

    Obs. Não comer nada antes deste procedimento pois o corpo pode rejeita a quantidae de medicamento. Extremamente proibido a utilização de bebida alcoólica.

    Remédio

    AvatarNick
    Número de postagens: 2339

    sui, Geovanenf agradeço pelas dicas, com remédios me interessa mais, parece mais tranquilo. Mas e pra conseguir eles? Acredito que não seja fácil

    AvatarUm qualquer
    Número de postagens: 2339

    Com remédio acho brabo conseguir… Tem que ser algo muito específico e não deve ser fácil conseguir. Ainda acho mais viável e com menos chance de dar errado a intoxicação por monóxido de carbono. Existem tantos casos de acidentes, pessoas que acendem carvão dentro do quarto e morrem “sem querer”. Imagino que fazendo bem feitinho, cuidando pra não ter chance de alguém chegar e ventilar o ambiente, não tenha como dar errado. Penso em umas 3 ou 4 noites sem dormir, e uma hora antes tomar uns 3 comprimidos de Miosan 10mg, que é um relaxante muscular bem forte e não precisa receita. Quando tenho dor na coluna, tomo 1 e durmo 10h sem nem me mexer. Ainda acordo meio grogue…

    Outra alternativa é fazer dentro do carro, achar um lugar deserto, onde não terá interferência externa… dá pra aproveitar pra comer um churrasquinho dentro do carro ainda :)

    AvatarR.I.P.
    Número de postagens: 2339

    <p style=”text-align: right;”>Sou da opinião de que se é para viver na m* é melhor ir embora logo. Chega de ser masoquista</p>

    AvatarAcolhimento
    Número de postagens: 2339

    Sobreviventes de suicídio contam como venceram a vontade de se matar

    “Na adolescência, já me cortava, pois era uma forma de atenuar a dor emocional”, conta a escritora Georgiana Calimeris, 45 anos. Mas foi só aos 28 anos que decidiu pedir ajuda. No psiquiatra, descobriu que tinha depressão e espectro bipolar. Para piorar, na época, vivia uma crise no casamento.

    “Estava com 30 anos, parando com as medicações, quando flagrei uma pessoa próxima dizendo ao meu marido que ele teria que cuidar de mim para o resto da vida, porque eu era uma inútil. Na mesma hora, voltei para o quarto e tentei me matar com comprimidos. Eu estava me sentindo realmente uma inútil, achando que era melhor morrer”, conta. Os familiares deram pela falta dela, bateram na porta do quarto e, como ela não abria, arrombaram o cômodo e a socorreram.

    A escritora recorda que, durante a consulta, a médica que a atendeu perguntou porque ela não havia dado um tiro na cabeça, em vez de tomar os remédios: “Não existe sensibilidade nenhuma com o problema”. Depois de um dia internada, Georgiana voltou para casa, mas a família não tocou mais no assunto. Ainda hoje, ela convive com a doença, mas o quadro é estável. “Tenho altos e baixos, continuo medicada e escrever sempre foi o meu escape”, diz.

    Cinco tentativas em seis anos

    Em 2010, Oseias Leite, 41 anos, viu sua loja entrar em processo de falência e isso o desestabilizou completamente. Em meio a uma crise de estresse, sua mulhera decidiu levá-lo ao pronto-socorro. “Ali mesmo já tive uma vontade imensa de acabar com a minha vida. Tentei me matar, mas as enfermeiras chegaram em tempo de me socorrer”, diz. Ele conta que, nesse período, passava horas procurando informações sobre suicídio: “A minha vida era uma angústia constante, pensava nisso o dia inteiro”.

    Depois dessa, vieram outras. No total, foram cinco tentativas de suicídio em seis anos –entre 2010 e 2016. A mulher o socorreu em todas essas ocasiões. “Eu já era conhecido do pessoal do resgate”, lembra.

    Na última tentativa, ele teve de ficar hospitalizado. “Tentei subornar um enfermeiro para que me ajudasse a me matar. Mas ele não aceitou e, em vez disso, pediu para fazer uma oração comigo”, conta. Leite diz que, depois disso, decidiu se tratar: “Busquei um grupo de apoio e ali me senti amparado. A psiquiatra que me atendeu concorda que a oração feita pelo enfermeiro foi o acolhimento de que eu precisava e serviu de estímulo para que eu encarasse o problema”.

    Ele foi diagnosticado com depressão e fez tratamento durante um ano. E nunca mais tentou o suicídio. “Atualmente, não tenho mais medo de ter uma recaída porque não sinto mais aquela angústia terrível que eu sentia”, afirma.

    De vítima a voluntária

    A jornalista Rafaela Lima Zebrak, 33 anos, estava com 19 quando achou que precisava de ajuda, porque vivia triste e sem motivação para as atividades da rotina. Do psicólogo, passou para o psiquiatra e começou a tomar medicamentos contínuos. Com 21 anos, tentou o suicídio pela primeira vez.

    Ela foi socorrida pela irmã, mas ficou com sequelas: dificuldade para andar e falar. Mas, aos poucos, se recuperou. Simultaneamente, reiniciou o tratamento com o psiquiatra, porém, era só melhorar e ela parava. Nesses altos e baixos, tentou o suicídio mais duas vezes, aos 26 e aos 31 anos. “A última vez foi há dois anos, mas sei que tenho uma doença crônica”, diz.

    Hoje, Rafaela dedica-se a um projeto de apoio para pessoas em sofrimento emocional, o Grupo Continue, que conta com cerca de 30 voluntários, entre familiares e portadores de algum tipo de transtorno mental. “Amparamos, acolhemos e levamos informação sobre saúde mental. Compartilhamos nossas histórias e ajudamos uns aos outros”, finaliza.

    https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2018/11/15/sobreviventes-de-suicidio-contam-como-venceram-o-impulso-de-dar-fim-a-vida.htm

    Avatarkk
    Número de postagens: 2339

    eu vim aqui e consegui oq procurava, obrigado.

    Ate a outra vida.

    AvatarSuicida 271201
    Número de postagens: 2339

    Meu nome é Laura Victória Guimarães Lenis, eu me corto! Já tentei corta Oz pulsos mas não aguentei a dor mas me corto tanto por tristeza quanto por ódio eu soco paredes e me  considero louca literalmente passei por muitas coisas que me deixou assim.

    Tentei outra forma me matar, pesquisei muito os remédios mas tóxicos que tem e achei o paracetamol até aí blz, mas teve uma noite que comecei a escutar minhas músicas e entrei na depressão profunda, tinha acabado de recober, sai e fui comprar os remédios, sentei no banco da praça e tomei lá mesmo 70 comprimidos de paracetamol, logo depois sai andando a espera da morte, eu no fazia a mínima idéia do que eu ia sentir em termos de dor, depois de ter andado 5 quadras bem de vagas começo a sentir zonza e começa a me faltar ar, tipo quando estou tendo uma crise de ansiedade, pensei estou morrendo! Fiquei muito feliz, mas logo depois comecei a chorar, pq eu tinha chegado ao certo ponto de me suicídar (sempre tive curiosidade da morte também, tipo o que acontece?¿) começou a me dar ânsia de vômito, pensei comigo “Fodeu” fui no posto e comprei umas bolinhas pra ver se eu não vomitava mas não aguentei, vomitei em um bueiro e desmaiei, parei no hospital e me enfiaram uma sonda pelo nariz (mds pior dor da minha vida) até aí senti algumasua coisas mas então apaguei só acordava as vezes, via algumasatélite coisas e capota de novo, bom chega! kkkkk

    ***Conselho como algo antes, fique em algum lugar isolado Onde ninguém te acha e boa morte****

    Eu vou tentar de novo, não sou feliz e não consigo ser, já não me sinto mas dentro do meu próprio corpo.

    Em breve irei me suicídar com dois métodos sem fracasso kkkk Tchau até a próxima vida

     

    AvatarA morte sempre vem
    Número de postagens: 2339

    <span style=”text-decoration: underline;”>Você</span><span style=”text-decoration: underline;”> tomando 14 culheres de canela, você morre em menos de 5 min, por envenenamento</span>.

    AvatarQualquer coisa
    Número de postagens: 2339

    Bom dia pessoal.

    Estou aqui pois perdi a pessoa mais importante da minha vida há uns meses atrás pelo suicídio. Meu irmão tirou a própria vida.

    Ele era alguém muito especial, que tinha tudo porém seu coração não estava em paz.

    Quero dizer que ao concretizarem o plano de vocês, deixarão muita dor, sentimento de impotência, dúvidas, e a vontade de fazer o mesmo aos seus amigos e familiares.

    Li todos os comentários, e muitos de vocês dizem que ninguém os ama, que a vida não faz sentido, e que não farao falta. NÃO ACREDITEM NISSO. Não é verdade. Com certeza há alguém que os ama e que sofrera muito com sua perda.

    Alguns são muito jovens e já sentem esse desejo. Para essas pessoas, digo que ainda há muitas coisas pra acontecer na vida de vocês. Estudem e busquem a independência, as realizações pessoais. Essa fase vai passar. Quando eu era mais jovem me sentia desprezada, mas o tempo passou e eu encontrei alguém que goste de mim. Muitas coisas ainda me fazem repensar minha existência, mas eu busco me ocupar, tirar o tempo livre para fazer coisas que eu gosto, entrar em contato com a natureza, me conectar a Deus. Eu jamais vou permitir que meus familiares sintam essa dor mais uma ve,lz, mesmo que tudo que eu mais queira é estar ao lado do meu irmão.

     

    Busquem as coisas que vocês gostam. Não dependam do amor das pessoas. Há alguém que ama vocês independente dos seus erros, que não pede nada em troca. Busquem o amor de Deus no íntimo de vocês, e não em uma igreja cheia de dogmas. Ele vai responder a vocês, como respondeu ao meu irmão na sua primeira tentativa, e mudou a vida dele. Infelizmente ele se perdeu neste caminho e seus pensamentos e emoções o tomaram de uma forma que ele não conseguiu sair.

     

    Pensem nas pessoas que vocês amam, e não façam isso a elas. É a pior dor que elas poderão sentir, além da culpa.

     

    Perdoem o textão, e obrigada se alguém leu até aqui.

    Se alguém quiser conversar, desabafar, e fazer uma amiga. Eu disponibilizo o meu e-mail [email protected] .

     

    Abracos!!!

    AvatarTita
    Número de postagens: 2339

    Amigo(a) NÃO faça isso, sua VIDA é importante demais, procure Jesus ELE é a solução para os seus problemas. :good:

    AvatarEmbuscadamorte
    Número de postagens: 2339

    Sabe…particularmente eu gostei dessa dica…obrigado.

     

    Avatarsus gengante
    Número de postagens: 2339
    AvatarP
    Número de postagens: 2339

    Estou prestes a acabar com tudo também, NÃO O CRITIQUEM POR ISSO, esse pensamento é uma questão de saúde pública, quantas pessoas vão ter que se matar para os governantes tomarem uma medida?

     

     

    EU PRECISO DE AJUDA E NINGUÉM ENXERGA, MAS ISSO VAI ACABAR!

    Avatar9987
    Número de postagens: 2339

    @P ninguém aqui critica ninguém, vc é livre para expressar seus sentimentos.

    Só não entendi, vc quer se matar para chamar a atenção do governo?

    Desculpa a minha burrice, cara  :scratch:

    Avatarinútil
    Número de postagens: 2339

    <p style=”text-align: justify;”>Quero morrer, pq nao aguento mais essa vida desgraçada em que Deus só olha pros ricos e pilantras.</p>

Visualizando 15 posts - 526 até 540 (de 751 do total)
Responder a: Qual o melhor método de suicídio rápido e indolor?
Sua informação:




:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
:fuck: 
:confused: 
:dorgas: 
mais...