home Fóruns Geral O Lado Bom da Paralisia do Sono e uma visão sobre o que realmente acontece

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • AvatarSuedTyler
    Número de postagens: 2432

    Muita gente fala que tem paralisia do sono e o quão ruim é essa experiência. Basta buscar na internet e ver a quantidade de gente reclamando e que até sofre com isso. Relatos de espiritos, demônios, aliens, bruxas, travamento, vozes, ruídos e sofrimento.

    Porém algumas pessoas tem um ponto de vista diferente, elas vêem a paralisia como algo positivo pois acreditam que podem “se projetar” ou “sair do corpo” ou mesmo porque tem experiências interessantes nesse estado, podendo iniciar sonhos ou aventuras. Há uns 10 anos tenho tido experiências em relação a isso e em poucas vezes realmente senti medo, inclusive hoje acho bom ter paralisia.

    E nessas paralisias, ultimamente tive algumas que foram interessantes e começou a me fazer questionar sobre o que realmente acontece nesse estado. Para a maioria dos céticos/cientistas, tudo é gerado no cérebro e os sons intracranianos, sensação de peso e distorções são coisas normais e “bobagens” que não tem significado algum útil. Podendo até ser sinal de patologia caso esteja afetando a vida da pessoa.

    Já para outras pessoas, todas essas experiências são sinal de realidades paralelas, mundo dos espiritos, etc.

    A questão é que dessas visões pseudocientificas/religiosas, digamos assim, são bem diferentes e a maioria se baseia numa visão de que somos consciências ou almas dentro de um corpo físico etc e são totalmente baseadas numa questão moral.

    Por outro lado, algumas coisas que acontecem e não sei muito bem se tem explicação para essas visões religiosas. Dentre elas algumas que me ocorreram recentemente:

    1) Certa noite cheguei em casa após um dia de trabalho e deitei na cama para tirar um cochilo rápido de 15 minutos. Comecei a entrar em transe/paralisia e escutar sons intracranianos de máquinas como brocas desparafusando algo. Mãos como se tivessem trocando algo em mim (e enquanto isso estava eu consciente). Fiquei escutando os sons ao redor e pareciam máquinas, algo futurístico

    2) Outra noite aconteceu bem parecido, dessa vez era como se escutasse o barulho de uma capsula abrindo. Também tive uma impressão de que estavam tirando algum tipo de membrana. Tentei focar bem nos sons e eram bem audíveis e altos no ambiente ao redor. Após alguns segundos escutava novamente os sons muito fortes.

    Além disso, já tive diversas outras experiências, no geral começa assim ouvindo esses sons estranhos, às vezes não escuto, e depois começa algo como uma “viagem astral” ou “sonho lúcido”, ou até paralisia mesmo, ficando alguns segundos ou minutos em um estado meio dormindo meio acordado.

    Daí fico pensando se isso também ocorre com outras pessoas e se há algo em comum, mas não no sentido de definir que são almas ou apenas criação do cérebro, mas se mais alguém pensa em alguma teoria para explicar o porque desses sons serem tão característicos como sons de brocas ou algo desligando, desacoplando, como se fossem máquinas.

    Tenho pensado numa hipótese que seria algo assim:

    • Nossas consciências estariam em algum outro lugar, seria algo futurístico.
    • Talvez sejamos seres mais complexos, talvez alienigenas.
    • Estaríamos simulando diariamente o comportamento humano por algum objetivo bizarro, talvez escravidão ou pesquisa e isso é algo proibido de saber, ou pode fazer parte de algum teste.
    • Nos conectamos ao corpos humanos através de cápsulas (pode ser algo semelhante à forma como é feito em Matrix ou através de algum código ou transferência de dados futurística).
    • Nesses momentos que vamos dormir ou tiramos cochilos, é um momento pra que seja feito algum reparo ou uma pausa para nossa versão nessa outra realidade tirar um descanso ou sei lá, viver algo diferente ou algo que fique inacessível na memória cerebral (isso seria mais ou menos o que os espiritualistas pregam)
    • O sonhos lúcidos mais realistas ou as “projeções” seriam uma espécie de “limbo” ou espaço que sobra durante essa pausa na simulação ou talvez seja a forma real que experimentamos, só que nosso corpo tem uma percepção fraca disso devido à limitação dos sentidos.

    Enfim, é só uma ideia inicial, eu sou bastante empolgado com esse tema, inclusive tenho continuado a ter experiências quase que diariamente depois que descobri que tenho alguns horários mais propícios para ter (por exemplo, ao anoitecer, quando chego do trabalho)

    Mais alguém tem conhecimento disso, teve alguma experiência parecida ou pensa algo parecido?

    Valeu

     

Visualizando 1 post (de 1 do total)
Responder a: O Lado Bom da Paralisia do Sono e uma visão sobre o que realmente acontece
Sua informação:




:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
:fuck: 
:confused: 
:dorgas: 
mais...