home Fóruns BOMBA: Papa Bento XVI vai renunciar ao pontificado em 28 de fevereiro

Visualizando 15 posts - 61 até 75 (de 75 do total)
  • Autor
    Posts
  • Loki
    Número de postagens: 18515

    Faz sentido Dom Doca…

    Fuderoso
    Número de postagens: 324

    ConspiradoR e Rodes, todas as teorias sobre os reptilianos tem como “fundamento” o seriado da década de 1980 chamada “Os Extraterrestres no Planeta Terra ou V”. A série foi um
    espetáculo de ficção norte-americana criada e dirigida por Kenneth
    Johnson centrado em alienígenas aparentemente de formas humanóides,
    conhecidos como “The Visitors” (Visitantes), que chegam a Terra
    aparentemente com fins pacíficos dizendo que precisam de certos produtos
    químicos somente encontrados na Terra.

    Em troca desse produto eles prometem ajudar a humanidade no
    desenvolvimento de sua cultura e tecnologia. Mas um jornalista descobre
    que os alienígenas estão mentindo e escondem suas verdadeiras intenções e
    identidades, pois eles possuem a forma de répteis e adoram comer
    roedores e aves, além de querer roubar toda a nossa água e aniquilar a
    raça humana.

    Então, amigos, essa é a base “teórica” de toda essa sandice reptiliana! Abraços a todos.

    ConspiradoR
    Número de postagens: 667

    Fuderoso, bom te ver por aqui novamente, então, não sei se voce já leu o “manifesto alien” que circula a pelo menos uns 10 anos pela internet, aquele da “guerra” entre a “confederação de Nirvana” e o “consorcio de Dragonia”, ele é extremamente detalhista em seus argumentos, embora eu continue não acreditando nessa “história”, vale uma lida e algumas observações, é uma leitura curiosa, ainda estou tentando entender até onde ele é mais um produto utópico e desinformativo, das duas uma, ou ele é utópicamente verdadeiro ou verdadeiramente falso.

    Fuderoso
    Número de postagens: 324

    Boa, ConspiradoR, boa!

    Iwanttobelieve
    Número de postagens: 97

    Entenderam a piada agora?

    Loki
    Número de postagens: 18515

    buseta

    Fuderoso
    Número de postagens: 324

    Sempre
    comentadas e cercadas de mistérios, as profecias sobre o fim do mundo ganham
    força quando ocorre algum fato ou fenômeno de grande repercussão – como o
    suposto fim do calendário maia em dezembro passado. Na última semana, após o
    anúncio da renúncia do papa Bento 16, que acontecerá no fim de fevereiro, não
    tardaram a circular teorias com as piores previsões possíveis, do fim do mundo
    ao fim do catolicismo. Mas será que alguma delas resiste a uma avaliação
    racional?

     

    Uma
    das profecias, atribuída a São Malaquias, afirmaria que o próximo papa seria o
    último antes da destruição de Roma e do fim do catolicismo. A previsão é
    baseada em um documento que teria sido escrito pelo bispo Malaquias, no século
    12, com 112 breves descrições sobre cada um dos papas que a igreja teria, a
    partir do ano de 1.143. Na interpretação, a divisa 111 refere-se a Bento 16
    como o penúltimo a comandar a igreja. Já o lema de número 112 falaria sobre o
    último pontífice a exercer o cargo, nomeado como “Petrus Romano”, ou Pedro
    Romano.

     

    O
    escritor Wilson A. De Mello Franco, autor de mais de 30 livros digitais sobre
    profecias, acredita que o nome Pedro é uma indicação de que o próximo papa
    possa ser Peter Turkson, cardeal de Gana, o que levaria a igreja a ter o
    primeiro pontíficie negro.

     

    Bento
    renunciou ao cargo durante o carnaval. Nas semanas seguintes, “teorias de
    conspiração” encheram as redes sociais

     

    No
    entanto, a possibilidade de ter um papa negro não se trata de profecia, mas de
    uma alternativa real. Existem, sim, africanos que teriam condições de se
    tornarem papas. O que não se tem tanta certeza é se este seria o momento no
    jogo de forças institucionais que este critério prevaleça.

     

    De
    qualquer maneira, as profecias são contestadas. É preciso cautela quando se
    fala no documento atribuído a São Malaquias, pois há dúvidas sobre a
    autenticidade do conteúdo. Há uma discussão se o texto é verdadeiro ou se seria
    uma falsificação feita no século 16.

     

    A
    previsão atribuída ao “santo” não tem comprovação científica, nem
    bíblica. Eu não conheço nenhum texto de profecia de São Malaquias e duvido que
    isso tenha um fundamento verdadeiro. A escritura diz que um dia chegará o final
    dos tempos, mas este dia é insondável.

     

    Outra
    profecia sempre recorrente é a de Nostradamus. Em “As Centúrias”, o médico que
    viveu no século 16 teria escrito versos agrupados em quatro linhas (chamados de
    quadras), que conteriam previsões codificadas sobre fatos do futuro. Entre
    elas, ele teria revelado a Revolução Francesa, a ascensão de Hitler e o fim do
    fascismo na Itália.

     

    A
    respeito do futuro da igreja também haveria previsões. A quadra de número 99
    falaria da mudança de sede da igreja, que deixaria Roma e iria possivelmente
    para Jerusalém. As quadras de Nostradamus são como a página de um livro
    recortada em vários pedaços. Existe um código ali que precisa ser montado e que
    gera interpretações. Não é determinismo.

     

    Embora
    muitos acreditem no “acerto” das profecias de Nostradamus, o filósofo Jung Mo
    Sung diz que ele não pode ser visto como um “adivinho do futuro”, mas, sim, um
    escritor que fazia uma espécie de crítica do que estava acontecendo na época.
    Para ele, as quadras são analisadas de diversas maneiras, dependendo do olhar
    de cada um. Uma palavra pode ser interpretada de 50 mil jeitos. Pegam-se frases
    obscuras e começam a criar relações.

     

    É
    preciso considerar o contexto de cada previsão. As profecias podem soar um
    tanto quanto sem base, lidas ou ditas por pessoas carentes de um referencial
    científico.

     

    Nostradamus
    e outros denominados profetas devem ser encarados como pessoas que faziam o
    retrato de um período da história. As ditas profecias de São Malaquias mostram,
    por exemplo, uma época que a igreja católica tinha um papel decisivo e
    predominante. Ele defendeu a idéia de que sem um papa o mundo cairia em um
    abismo violento, o que não é verdade, já que não precisamos de
    “atravessadores” para chegar a algum lugar, a Deus ou para acreditar
    numa idéia, seja ela qual for.

     

    Para
    quem crê em profecias, até mesmo a queda de um raio em cima da Basílica de São
    Pedro, no Vaticano, algumas horas após o anúncio da renúncia do papa Bento 16,
    pode ser vista como um sinal sobrenatural. Em minha opinião, o fenômeno já se
    repetiu várias outras vezes e vários lugares do mundo, sendo, em minha humilde
    opinião, absolutamente natural.

     

    O
    fato é que o fenômeno meteorológico é comum nesta época do ano em Roma, que
    costuma ter invernos chuvosos. No dia 11 de fevereiro, uma tempestade caiu na
    região, e veio acompanhada de raios. Foi uma absoluta coincidência! Normalmente,
    o que acontece é que descargas elétricas são atraídas por elementos
    pontiagudos, como o que tinha no alto da cúpula da igreja e fim de papo.

     

    Abraços
    a todos.

    Loki
    Número de postagens: 18515
    Trama de ‘corrupção e sexo’ motivou renúncia de Bento XVI, diz jornal
    O jornal italiano “La Repubblica” afirmou nesta quinta-feira (21) que o Papa Bento XVI decidiu renunciar após ter recebido um “informe ultrassecreto”, elaborado por três cardeais, em que é denunciada uma suposta trama de corrupção, sexo e tráfico de influências no Vaticano.
    De acordo com o jornal, em uma reportagem assinada pela jornalista Concita di Gregorio, o relatório que foi encomendado por Bento XVI a três cardeais no ano passado – o espanhol Julián Herranz, o eslovaco Jozef Tomko e o italiano Salvatore De Giorgi -, após vazamentos de documentos confidenciais em um escândalo que ficou conhecido como VatiLeaks, revela um sistema de “chantagens” internas baseado em fraquezas sexuais e ambições pessoais no clero.
    O texto de 300 páginas, que se refere a um suposto “lobby gay” dentro do Vaticano, foi entregue em dezembro ao pontífice, segundo a jornalista, que não esclarece como teve acesso ao documento.
    “Fantasias, invenções, opiniões”, retrucou o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, após advertir que não comentaria a reportagem e dizer que os cardeais citados não aceitarão conceder entrevistas.
    Com o título “Não fornicarás, nem roubarás, os mandamentos violados no informe que sacudiram o Papa”, o jornal sustenta que o ancião cardeal espanhol Herranz, da ordem Opus Dei, ilustrou ao Papa no dia 9 de outubro do ano passado, os “assuntos mais escabrosos” do relatório, em particular a existência de uma “rede transversal unida pela orientação sexual”.
    “Pela primeira vez a palavra homossexualidade foi pronunciada no gabinete papal”, relata a jornalista.
    O “La Repubblica” sustenta que, durante oito meses, os cardeais interrogaram muitos prelados e laicos, dividindo-os por congregação e nacionalidade, e estabeleceram que existem vários grupos de pressão dentro do Vaticano, entre eles um sujeito a chantagem, a “impropriam influentiam”, por sua homossexualidade.
    Outro grupo é especializado em montar e desmontar carreiras dentro da hierarquia vaticana e outro ainda aproveita para usar recursos multimilionários para seus próprios interesses à sombra da cúpula de São Pedro através do Banco do Vaticano, segundo a publicação.
    Em uma publicação especial, a revista “Panorama” defende que o documento será determinante para a eleição do sucessor de Bento XVI, em um artigo assinado por Ignazio Ingrado.
    Para as duas publicações, o Papa se convenceu que um sucessor mais jovem, forte e enérgico é o melhor indicado para fazer uma limpeza na instituição milenária e por isso teria decidido deixar o Trono de Pedro no próximo dia 28 de fevereiro.
    Loki
    Número de postagens: 18515
    Papa transfere alta autoridade do Vaticano para a Colômbia
    O Papa Bento XVI transferiu o monsenhor Ettore Balestrero, uma alta autoridade do Secretariado de Estado do Vaticano, para a Colômbia, em meio a especulações da mídia sobre o conteúdo de um suposto relatório confidencial sobre “corrupção e sexo” na Santa Sé.
    O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse nesta sexta-feira (22) que a transferência era estudada havia meses, trata-se de uma “promoção” e não tem nenhuma relação com o relatório, que o Vaticano nega.
    Balestreto havia sido nomeado subsecretário do Ministério de Relações Exteriores do Vaticano em 2009 e, entre outras tarefas, participava dos esforços para manter o país na lista dos países financeiramente transparentes.
    A imprensa tratou a promoção como uma “queda para o alto”, destinada a afastar Balestrero do centro do poder vaticano.
    O Papa Bento XVI, que vai renunciar em 28 de fevereiro, nomeou-o embaixador, ou núncio apostólico, na Colômbia.
    Os jornais italianos estão especulando sobre o conteúdo do suposto dossiê, que teria sido apresentado ao Papa em dezembro, preparado por três cardeais após investigação sobre as origens de vazamentos de documentos secretos da Santa Sé no escândalo do VatiLeaks.
    O mordomo do Papa, Paolo Gabriele, foi punido pelos vazamentos, em outubro passado, e depois perdoado pelo próprio Bento XVI.
    O Vaticano se recusou a comentar sobre as matérias da imprensa, que afirmam que o conteúdo do dossiê teria sido um fator na decisão de renunciar, anunciada pelo Papa em 11 de fevereiro.
    A versão oficial de Bento XVI é de que ele não tem mais “força física e mental” para ser pontífice.
    ‘Lobby gay’
    De acordo com o jornal “La Repubblica”, a decisão de Bento XVI de renunciar ao Trono de Pedro poderia ter sido reforçada pela profunda frustração após tomar conhecimento em outubro de um “lobby gay” no Vaticano revelado pela investigação secreta dos três cardeais aposentados.
    Segundo a reportagem “‘Sexo e carreira, as chantagens no Vaticano por trás da renúncia de Bento XVI”, o cardeal espanhol da Opus Dei, Julian Herranz, que presidente a comissão, teria relatado antes de 9 de outubro ao Papa o dossiê “mais escabroso” sobre “uma rede transversal unida pela orientação sexual”. Segundo a matéria, “pela primeira vez, a palavra homossexualidade foi pronunciada” no apartamento papal.
    De acordo com a revista “Panorama”, o “lobby gay” do Vaticano “é, de longe, o mais influente e ramificado entre todos os que existem dentro da Cúria Romana”.
    Segundo o “La Repubblica”, o relatório indica que alguns bispos sofreram “influência externa” (chantagem) de laicos com quem estabelecem laços de “natureza mundana”.
    O Vaticano apontou erros grosseiros neste artigo, afirmando que não deve ser levado a sério. Não haverá “negações, comentários ou confirmações” sobre “especulações, fantasias e opiniões” emitidas pela imprensa neste período, declarou o porta-voz, o padre Federico Lombardi.
    De acordo com o vaticanista do jornal “La Stampa”, o Papa, antes de sua renúncia, receberá os três cardeais. O conteúdo do relatório secreto, preparado com base em entrevistas realizadas em todos os níveis da Santa Sé, poderá ser discutido na Congregação Geral, uma reunião que prepara o Conclave de Cardeais.
    Estes três cardeais foram nomeados na última primavera (hemisfério norte) pelo Papa Bento XVI, após numerosos vazamentos de documentos confidenciais, mas o relatório deverá permanecer em segredo.
    Em outubro passado, dois dias após ter recebido o cardeal Herranz, o Papa, em um discurso de tom pessimista na abertura do Ano da Fé, havia mencionado em forma de metáfora “os peixes ruins” que são pescados da Igreja.
    Segundo os vaticanistas, os documentos vazados no escândalo “VatiLeaks” poderiam ser usados por um ou outro para desacreditar um rival na Cúria. Um fenômeno que pode ser repetido com a proximidade do Conclave, a fim de influenciar a escolha do novo Papa.
    O diretor do canal católico TV2000, Dino Boffo, surpreendido pelos rumores em documentos do ‘”atiLeaks” sobre relacionamentos homossexuais – que ele negou – pediu na quinta-feira à Santa Sé que se liberte do “vício infame das cartas anônimas, sem assinaturas e sem destinatários”.
    Ele desejou que “todos os fiéis contribuam para pôr fim a uma gestão de poder que pode ofender os mais humildes” dos católicos.
    O tema da homossexualidade no Vaticano não é novo nos meios de comunicação italianos. Tem sido tema de romances e best-sellers quentes, às vezes, exagerados. É um fato conhecido dos vaticanistas que os religiosos e sacerdotes que trabalham no Vaticano têm relações homossexuais fora do pequeno Estado: uma rede de religiosos, padres e até bispos homossexuais pode existir, mantendo silêncio. Este grupo poderia ter sido sujeito a chantagem de jornalistas inescrupulosos que procuram no “VatiLeaks” obter documentos secretos.
    rodes
    Número de postagens: 427

    Ola conspiradores

    Prestem atenção a alguns detalhes. A situação atual no Vaticano está muito semelhante ao que estava quando morreu o Papa Paulo VI. Em seguida foi eleito o Papa João Paulo I e morreu em seguida, com muitas dúvidas se não teria sido um dos muitos envenenados ao longo dos séculos. Eleito João Paulo II, depois de muitos séculos um oriundo fora do meio italiano e francês, já que era polaco ou polonês. De imediato se viu envolvido por uma série de escândalos que quase destruíram o Vaticano, principalmente o caso do Cardeal Marcinkus (guarda costas do Papa e Diretor do banco do Vaticano) e a P2(Loja maçônica Propaganda Due) que levou à ruína o Banco Ambrosiano e por tabela quase quebrou as finanças da Igreja Católica.

    Para salvar o Vaticano o Papa teve que aceitar as pressões da Opus Dei, que injetou todo o dinheiro necessário e colocou seu homem para comandar tudo. Desde 1982 Joseph Ratzinger, o homem da Opus Dei foi o papa de fato, embora João Paulo II o fosse de direito, e para não haver choque foi colocado como menino de propaganda da Igreja, viajando pelo mundo todo, principalmente o terceiro mundo, arrecadando divisas. Com sua morte Ratzinger foi eleito Papa, conforme as instruções da Opus Dei.

    Agora o Ratzinger, muito velho e sem energias, não pode cumprir o que lhe está sendo exigido e foi instruído a afastar-se para que alguém duro possa controlar a crise existente, envolvendo sexo, finanças irregulares, corrupção, roubo de documentos, pressões das ondas homossexuais e outras.

    Quem manda continua mandando e o próximo Papa certamente será outro homem da Opus Dei.

    Chama a atenção um fato ocorrido recentemente, que foi o afastamento do Cardeal Ettore Balestrero, um bom vivant poderoso e que foi transferido para a Colômbia. Nesse país está um dos homens fortes da Opus Dei, o cardeal Rubén Darío Salazar Gómez, colombiano, porém, de antiquíssima família espanhola, e que será um dos votantes e um dos possíveis votados no próximo conclave.

    Outro homem duro da Opus Dei é o cardeal Angelo Scola, Arcebispo de Milão, que também votará e poderá ser votado.

    Existem os que acreditam nas falsas profecias de Malaquias(aparecidas 400 anos depois de sua morte) e sugerem que poderá ocorrer a eleição do cardeal Peter Turkson de Gana, já que é negro e seu nome é Pedro. Se isso ocorrer é que os inimigos do papado estão mandando uma mensagem ao mundo sobre a desintegração do Papado. Dificilmente ocorrerá essa escolha.

    Com relação às pretensas profecias de Nostradamus foi uma brincadeira feita por um mestre judeu, fazendo com que todos procurem encaixar o que escreveu com fatos que já ocorreram. Nada a ser levado a sério.

    A unica coisa que deve ser levada em conta é que uma poderosa organização apoderou-se do Vaticano e para não perder o que conseguiu, agirá duramente e pretende terminar com a onda de corrupção e outras vilanias que cercam aquele enclave religioso. O papa Bento XVI (ratzinger) está tomando um série de medidas que garantirão ao novo papa condições de cumprir o que a Opus Dei exige. 


    Go_Gina
    Número de postagens: 35

    Nossa @rodes, dificilmente concordamos em algo, mas dessa vez, fico quietinha e pianinho. Ótima análise do caso como um todo, parabéns!

    =D>

    rodes
    Número de postagens: 427

    Ola Gina

    Estava em viagem pelo Caribe ou pelas Ilhas Gregas? Esteve ausente por bom espaço de tempo. Agradeço o elogio. Partindo de você ele vale dobrado, pois, conheço seu senso crítico.
    Go_Gina
    Número de postagens: 35

    Reply to @rodes: que nada meu bem, tava nas ilhas cayman depositando o dinheiro que a CIA nos pagou pra sabotar as conspirações do mundo. Você e o ConspiradoR já receberam o cheque?

    ;-)

    rodes
    Número de postagens: 427
    Alo Gina

    Sempre exijo meu pagamento de outra forma, não acredito mais no sistema bancário e prefiro a unica coisa que não perde valor e pode ser negociada em qualquer lugar, sendo leve o suficiente para ser carregada de um lugar para outro e que pode ser disfarçada facilmente: – os quilates. Quanto ao ConspiradoR, não sei qual o acordo dele.

    ConspiradoR
    Número de postagens: 667

    Olá Rodes e Gina

    Bem, eu ainda continuo usando o sistema bancário tradicional, mas esse mês meu soldo veio bem abaixo da média, fiz muitos adiantamentos, os vale-conspiração, e acabei ficando sem dinheiro o suficiente para financiar algumas conspirações e protestos “anti-neoevangélicos”…

Visualizando 15 posts - 61 até 75 (de 75 do total)
Responder a: BOMBA: Papa Bento XVI vai renunciar ao pontificado em 28 de fevereiro
Sua informação:




:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
:fuck: 
:confused: 
:dorgas: 
mais...