home Fóruns Geral 3ª Guerra Mundial – UPDATES

Visualizando 15 posts - 16 até 30 (de 282 do total)
  • Autor
    Posts
  • AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    População grega vai as ruas protestar, uma revolução em progresso??
    Live:

    Grécia: Parlamento vota “pacotão” hoje à noite
    A expectativa é enorme sobre se o “pacotão de medidas” aprovado pelo governo de Lucas Papademos na noite de sexta-feira poderá ser entregue, com uma Carta de Intenções, na segunda-feira ao Eurogrupo, à Comissão Europeia e ao Banco Central Europeu. O Parlamento vota a partir da meia noite (hora de Atenas) de hoje.
    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    Manifestantes incendeiam mais de dez edifícios em Atenas

    80 mil protestaram em Atenas e 20 mil em Salónica contra o novo programa de austeridades. Na capital, registaram-se confrontos com a polícia e pelo menos dez edifícios, incluindo um banco e um cinema, foram incendiados.
    “Uma dezena de edifícios estão em chamas, a maioria por causa dos cocktails Molotov”, afirmou à AFP o porta-voz dos bombeiros de Atentas, Nikolaos Tsongas. Segundo a mesma fonte, os carros dos bombeiros não se podem aproximar dos locais por causa da multidão que está nas ruas.
    De acordo com a polícia, o número de edifícios incendiados chega aos 18. Os agentes estão a pedir à população que ajude na luta contra os incêndios.
    Um banco foi um dos edifícios incendiados pelos manifestantes, obrigando a retirar os clientes de um café ao lado. Segundo o jornalista da AFP, outro edifício de um andar, na rua Stadiou, foi também incendiado. Alberga uma loja de cristais de luxo (Kosta Boda) e encontra-se junto a um famoso cinema no centro de Atenas, que foi também atingido pelas chamas. O teto da loja terá ruído, tendo as chamas atingido os andares superiores.
    Em Atenas, há registo de pelo menos 20 feridos em confrontos com a polícia. Os incidentes começaram quando um grupo de manifestantes tentou furar o cordão de segurança em torno do Parlamento. A polícia recorreu ao gás lacrimogéneo.
    Os manifestantes fugiram para as ruas em redor da praça que se transformaram em campos de batalha: os manifestantes atiraram pedras e cocktails Molotov contra as forças antimotim. Os confrontos duraram cerca de duas horas.
    Os deputados gregos votam hoje o novo programa de austeridade.

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    Tropas de Bashar al Assad bombardeiam oleoduto em Homs e assediam Hama

    (atualiza com a versão oficial sobre ataque ao oleoduto)

    Cairo, 15 fev (EFE).- As forças do regime sírio de Bashar al Assad bombardeiam nesta quarta-feira intensamente a cidade central de Hama, alvo do assédio, enquanto os ataques do Exército em Homs atingiram um oleoduto, segundo diferentes fontes da oposição.

    Os opositores Comitês de Coordenação Local informaram que Hama está completamente cercada e isolada, com todas as comunicações estão cortadas.

    Conforme informações da oposição, o regime tomou ao menos três bairros e outros três estão sendo constantemente bombardeados.

    A Comissão Geral da Revolução Síria apontou que os ataques do Exército em Homs, no centro do país, atingiram o oleoduto que passa pelo bairro de Bab Amr, o mais castigado da cidade, e que colunas de fumaça podem ser vistas. Os bombardeios continuam na zona de Karam al Zeitoun, em Homs.

    De acordo com a agência oficial de notícias síria “Sana”, “um grupo terrorista” sabotou por volta das 3h (23h de Brasília) a tubulação entre Bab Amr e Sultaniya, em Homs. O oleoduto abastece Damasco e algumas áreas do sul do país.

    A mesma organização destacou que em Barze, nos arredores de Damasco, as tropas do Governo fecharam os acessos para lançar uma ampla operação.

    As informações não puderam ser confirmadas de forma independente por causa das restrições impostas pelo regime sírio ao trabalho dos jornalistas.

    A Assembleia Geral da ONU votará na quinta um projeto de resolução preparado pela Arábia Saudita e o Catar que condena a repressão exercida pelo Governo da Síria e que respalda os planos de transição da Liga Árabe.
    O texto, que condena as violações “sistemáticas” de direitos humanos na Síria e exige do Governo de Assad que pare “de forma imediata” os ataques contra a população civil, será votado no plenário da Assembleia às 18h de quinta-feira (de Brasília).

    A votação na Assembleia Geral, onde não existe o poder de veto, mas cujas resoluções são mais simbólicas por se tratar de um órgão consultivo, acontece depois de Rússia e China terem vetado no Conselho de Segurança uma resolução de condenação contra o regime sírio em 4 de fevereiro.

    Desde o início dos protestos, mais de 5,4 mil pessoas morreram pelos dados da ONU divulgados em janeiro, embora a oposição síria fale em mais de 6 mil vítimas civis.

    A oposição síria estima que os civis mortos superem os 6 mil e inclusive há países, como a Arábia Saudita, que falam em mais de 7 mil óbitos.

    Fonte: 

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    Regime sírio ataca Hama e Homs enquanto Assembleia Geral da ONU prepara resolução

    As forças sírias lançaram uma ofensiva contra a cidade de Hama nas primeiras horas desta quarta-feira.
    Segundo ativistas da oposição, vários bairros residenciais foram visados por tanques e artilharia pesada.
    As tropas do regime de Bashar al-Assad bombardearam também, pelo décimo terceiro dia consecutivo, a cidade rebelde de Homs.

    Continuando a ignorar os apelos internacionais para pôr fim à violenta repressão, o regime sírio rejeitou “categoricamente” as acusações de “crimes contra a humanidade” lançadas pela Alta Comissária da ONUpara os Direitos Humanos.
    A Rússia e a China têm bloqueado qualquer resolução do Conselho de Segurança que condene a repressão, mas a Assembleia Geral das Nações Unidas deverá pronunciar-se amanhã sobre um projeto de resolução com o mesmo fim. Com um alcance sobretudo simbólico, o texto recomenda também a nomeação de um enviado especial da ONU para a Síria.
    Fonte:
    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    Quando a guerra acontecer, todos saberão.

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    AMÉRICA LATINA DE CHAVES PREPARA PARA GUERRA 2012
    http://www.youtube.com/watch?v=BT_HYHnd4Bw

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    RÚSSIA PREPARA SEU EXÉRCITO CONTRA EUA E OTAN

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    Vladimir Putin acusa EUA de provocar protestos na Rússia

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    Enviado da ONU está ‘extremamente preocupado’ com crise síria

    O enviado da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, disse ao presidente sírio, Bashar al-Assad, estar “extremamente preocupado” com a violência no país durante encontro dos dois neste sábado na capital, Damasco.
    Por meio de comunicado, Annan disse que “fez um apelo ao presidente para que ele tome medidas concretas para encerrar a crise atual”.

    Kofi Annan e Bashar Al-Assad conversaram em Damasco no sábado

    O ex-secretário geral da ONU “colocou diversas propostas sobre a mesa para acabar com a violência e as mortes, garantir acesso para agências humanitárias, e iniciar a libertação dos detidos e um diálogo político inclusivo”.
    Annan descreveu a conversa de sábado com Assad como “franca e abrangente”. Ele deve se encontrar novamente com o presidente sírio no domingo.
    Na noite de sábado, ele se encontrou com representantes da oposição.
    Annan tem o apoio de aliados sírios como China e Rússia e sua ida ao país foi elogiada tanto pelo governo de Assad como pela oposição.
    Mas Assad disse a Annan que não existe possibilidade de diálogo com a oposição enquanto “grupos armados terroristas” estiverem atuando na Síria.
    Assad prometeu que a Síria apoiará “qualquer esforço honesto para se achar uma solução”.
    O encontro entre o diplomata e o presidente durou mais de duas horas. Em seguida, Annan almoçou com o ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid ad-Moallem.
    A televisão estatal síria disse que o encontro entre Annan e Assad aconteceu em uma “atmosfera positiva”.
    “A Síria está pronta para fazer com que qualquer esforço honesto para se achar uma solução para os eventos que estamos testemunhando vire um sucesso”, disse Assad, segundo a agência estatal de notícias Sana.
    “Nenhum diálogo político ou atividade política pode dar certo enquanto houver grupos armados terroristas operando e espalhando caos e instabilidade.”
    Bombardeios
    Enquanto Annan se encontrava com Assad, grupos de oposição disseram que novos conflitos e bombardeios foram registrados na cidade de Idlib, próximo à fronteira com a Turquia.
    O grupo Observetório Sírio para Direitos Humanos disse que os bombardeios são os mais pesados desde a semana passada, quando um reforço do Exército chegou à região. Os ativistas acreditam que isso pode ser o prenúncio de um novo ataque terrestre, a exemplo do que aconteceu na cidade de Homs.
    Um ativista em Idlib disse à agência de notícias Reuters que tanques do governo estão na cidade. A agência AP noticiou que algumas famílias estavam deixando Idlib com seus pertences.
    Meta
    De acordo com Ban Ki Moon, a tarefa de Annan em sua viagem é obter o fim imediato da violência, tanto por forças do governo quanto por manifestantes da oposição.
    Segundo o secretário-geral, se um cessar-fogo de ambas as partes não for possível, a ONU pedirá que as tropas do governo parem de lutar primeiro, para que a oposição faça o mesmo na sequência.

    A ONU quer iniciar um diálogo entre governo e oposição, mas manifestantes dizem que são contra a ideia de se reunir com representantes do governo de Assad.
    A visita de Annan coincide com um encontro de ministros das Relações Exteriores da Liga Árabe, no Cairo. Eles vão se reunir com o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov. A Rússia é um dos países que têm vetado resoluções contra o regime de Bashar Al-Assad.

    Enquanto ONU negocia em Damasco, oposição diz que violência continua em Idlib

    No sábado, Lavrov voltou a se manifestar contra o que chamou de “interferência crassa” nos assuntos domésticos da Síria.
    Além das discussões na Liga Árabe e da visita de Annan, a chefe para questões humanitárias da ONU, Valerie Amos, também está participando de negociações sobre a violência na Síria.
    Amos está pedindo que o governo sírio permita que organizações de ajuda humanitária tenham acesso às regiões mais afetadas pela violência, como o distrito de Baba Amr, em Damasco. Ela disse na sexta-feira que houve um pequeno progresso nas negociações, e que uma equipe poderá obter acesso à região já na próxima semana.
    Segundo a ONU, 7,5 mil pessoas morreram devido à violência na Síria, que começou em março do ano passado, quando a oposição foi às ruas para pedir mudanças no regime.

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    Coreia do Norte pode lançar foguete
    País deve lançar foguete ainda nesta semana para colocar satélite de observação terrestre em órbita

    Soldado da Força de Defesa monta guarda em frente ao conjunto PAC 3, lançador de mísseis / YOSHIKAZU TSUNO / AFP

    A Coreia do Norte promete uma demonstração de força esta semana para marcar o centenário de seu fundador com o controvertido lançamento de um foguete, a celebração de seu novo líder, Kim Jong-un, e grandes cerimônias em Pyonyang.

    Apesar das condenações da comunidade internacional, a Coreia do Norte, já sob severas sanções, está decidida a realizar o lançamento de seu foguete Unha-3 oficialmente para colocar em órbita um satélite de observação terrestre.

    Pyonyang, que não conseguiu colocar em órbita um satélite em seus dois lançamentos anteriores, em 1998 e 2009, assegura que o disparo de seu foguete só tem um objetivo civil. Mas os Estados Unidos e seus aliados, em particular a Coreia do Sul e o Japão, denunciaram tratar-se de um teste disfarçado de míssil balístico de longo alcance, que poderia ser o primeiro passo, segundo fontes militares sul-coreanas, para um teste nuclear.

    Em um gesto sem precedentes neste país extremamente fechado, Pyongyang mostrou no domingo aos jornalistas estrangeiros seu foguete no centro espacial de Tongshang-ri (nordeste), a 50 km da fronteira chinesa.

    As autoridades norte-coreanas organizaram a visita inédita para mostrar que o foguete Unha-3 não é um míssil, como afirmam o governo dos Estados Unidos e seus aliados.

    Os norte-coreanos permitiram pela primeira vez que 50 correspondentes, inclusive um jornalista da AFP, viajassem em um trem especial até o novo centro espacial construído na península de Cholsan, a 50 km da fronteira com a China.

    Os jornalistas puderam ficar a menos de 50 metros do lançador, pintado de branco, com letras azul celeste, colocado em uma plataforma instalada em uma colina, à espera do lançamento previsto para entre 12 e 17 de abril.

    Oficialmente, o foguete, de 30 metros de altura e 2,5 metros de diâmetro, colocará em órbita um satélite de observação da Terra, o Kwangmyongsong-3 (Estrela Brilhante) para coletar informações sobre as plantações, florestas e os recursos naturais da Coreia do Norte.

    Os correspondentes estrangeiros também puderam observar de perto o satélite, de 100 kg, com cinco antenas e painéis solares.

    O governo dos Estados Unidos e seus aliados acusam a Coreia do Norte de preparar na realidade um teste de míssil balístico. “Dizer que é um teste de míssil não faz nenhum sentido”, afirmou Jang Myong-jin, diretor do centro espacial.

    “Este lançamento está planejado há muito tempo, para o centenário do presidente Kim Il-sung. Não fazemos para provocar”, completou.

    O regime vai organizar grandes festividades para este aniversário, que acontece em 14 de abril, dia do nascimento do fundador da República Popular Democrática da Coreia, que morreu em 1994. O filho Kim Jong-il o sucedeu e faleceu em dezembro de 2011, deixando o país nas mãos do filho, o jovem Kim Jong-un.

    O primeiro estágio do foguete Unha-3 tem previsão de cair no Mar Amarelo, ao oeste da península coreana, e o segundo ao leste das Filipinas, sobrevoando uma parte das ilhas de Okinawa, na região sul do Japão.

    AvatarAnônimo
    Número de postagens: 689
    EUA acusam Rússia de enviar helicópteros de ataque à Síria

    Os Estados Unidos estão preocupados com as informação de que a Rússia enviou helicópteros de ataque à Síria, afirmou a secretária de Estado Hillary Clinton nesta terça-feira, acusando Moscou de mentir sobre estes envios de armas.

    “Estamos preocupados sobre a informação recebida recentemente de que helicópteros de ataque estão a caminho da Rússia para a Síria, o que intensificará a escalada do conflito dramaticamente”, afirmou Clinton em um debate no Brooking Institution, um centro de estudos em Washington. “Não resta dúvida de que o ataque segue o uso da artilharia pesada. Pedimos aos russos que detenham seus constantes envios de armas à Síria”, assinalou.

    Clinton disse que o enviado das Nações Unidas e da Liga Árabe, Kofi Annan, estava tentando formar um grupo de contato para trabalha num mapa do caminho para conseguir uma transição política que afastará o presidente sírio Bashar al-Assad.

    Esse grupo incluiria a Rússia, segundo Clinton, acrescentando que os Estados Unidos estão de acordo com isso. “A Rússia afirmou reiteradas vezes que não está defendendo Assad, mas que se preocupa com o que virá depois de Assad e que trabalharia numa transição política”, indicou.

    Hillary também afirmou que será muito difícil estender para além de julho a missão de observadores da ONU na Síria, na ausência de progressos no terreno. “Se não houver nenhuma mudança perceptível até julho, será muito difícil continuar uma missão que é cada vez mais perigosa para os observadores no terreno”, declarou Hillary.

    O atual mandato da missão da ONU, negociado durante três meses por Annan, expira em 20 de julho. “Continuamos a apoiar os esforços de Kofi Annan, porque eles representam os esforços da ONU e da Liga Árabe”, disse ainda.

    O plano de seis pontos apresentado por Kofi Annan “é um bom plano. Mas é claro que não é aplicado”, declarou a chefe da diplomacia americana, denunciando o “desprezo” do presidente sírio, Bashar al-Assad, em relação ao estabelecimento de um cessar-fogo.
    “Temos em mente um calendário para saber se os esforços de Kofi podem ter êxito”, acrescentou Hillary. “A data limite cai em julho, quando o Conselho de Segurança deve decidir se vai prolongar a missão”.

    Em Nova York, o chefe das operações de manutenção da paz das Nações Unidas, Herve Ladsous, afirmou nesta terça-feira que a Síria atravessa atualmente uma situação de guerra civil. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), mais de 14,1 mil pessoas morreram desde o início da repressão na Síria, em março de 2011.

    [alarm]

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515
    Rússia diz que não repassará mais helicópteros para a Síria
    A Rússia informou na manhã desta sexta-feira (15) que não vai mais repassar helicópteros para a Síria, num gesto que pode ser considerado a primeira mudança de postura vinda de Moscou na questão, uma vez que o país vinha se mostrando aliado do governo do presidente Bashar al Assad.
    É cada vez maior a pressão para que o governo sírio sofra sanções na tentativa de interromper o massacre contra oposicionistas e até mesmo contra a população civil.
    Assista ao  video:
    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    Navio que transporta tropas russas armadas está a caminho da Síria para proteger ativos russos, dizem oficiais militares dos EUA @NBCNews

    [alarm]

    AvatarLoki
    Número de postagens: 18515

    xiiiiiiiiiii

Visualizando 15 posts - 16 até 30 (de 282 do total)
Responder a: 3ª Guerra Mundial – UPDATES
Sua informação:




:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
:fuck: 
:confused: 
:dorgas: 
mais...